Jonatan Waldow - Programador e escritor.

Profissional na íntegra

Pode confiar, é a pessoa certa!

Você já parou pra pensar o que é de verdade ser um “profissional”? Às vezes não paramos para refletir, mas é algo que devemos considerar. Durante meu aprendizado que tive desde os meus primeiros passos da minha carreira, sempre busquei ser um bom profissional, cumprindo minhas promessas, estimulando a confiança e sendo muito comprometido com o que eu aceitava me comprometer.

Profissionalismo, na minha opinião, é uma abstração de vários aspectos muito importantes e que devem ser cumpridos para que você possa ser chamado de “profissional”. Muitas vezes tais aspectos são deixados de lado, e assim, temos indivíduos que só possuem uma boa embalagem para que possam ser vistos como profissionais, mas na prática, deixam à desejar.

Antes de abordar os aspectos de um bom profissional, devo indicar um livro aqui que mudou completamento o meu jeito de ser: O codificador limpo. Apesar de ser um livro voltado para o público de desenvolvimento de softwares, ele cabe como uma luva em qualquer pessoa que queira ser um bom profissional. O livro aborda vários aspectos e comportamentos essenciais para você, recomendo que compre, fortemente!

Confiança

A confiança é uma das bases de um bom profissional, sem ela, fica difícil de chamar alguém de profissional. A confiança é formada sob várias assertividades, ou seja, sempre que você corresponde à alguma expectativa, você aumenta o seu nível de confiança com os demais, assim, dia a dia, a confiança aumentará e você será mais e mais acionado, tornando-o uma peça indispensável em assuntos mais críticos onde a empresa precisa de alguém que realmente possa tocar um assunto complexo, pois, eles terão certeza de que você dá conta do recado!

Procure estimular a confiança, alguns passos são bem simples, veja:

  1. Evite “mimimi”;
  2. Evite fazer fofocas dos colegas;
  3. Evite “não vai dar tempo” (utilize “o que podemos fazer para que possamos fazer neste prazo tão curto?”);
  4. Evite chegar atrasado à eventos em que você marcou hora;
  5. Evite atrasar tarefas que possuam um nível de importância elevado (se você perceber que irá atrasar, notifique antes do atraso acontecer e bole um plano para acelerar);
  6. Evite colegas nocivos (se você anda grudado com um colega não profissional, isto irá lhe contaminar, sério!).

Comprometimento

O comprometimento também é uma das bases de um bom profissional. Um bom profissional é muito comprometido com o que aceita encarar, ele busca de todas as formas corresponder à expectativa que os demais imprimem sobre ele. Comprometimento não é trabalhar até mais tarde todos os dias (isto é desperdício de tempo), comprometimento é cumprir o prometido, conforme o combinado.

Você muito provavelmente já passou por alguma situação onde algum “profissional” prometeu algo à você e não cumpriu, certo? Seja o instalador de móveis que disse que viria à tarde e não veio, ou então alguma empresa que lhe prometeu entregar alguma encomenda em até X dias úteis e não entregou. É ruim né? O comprometimento é muito importante, cuide disso!

Pró-atividade

Pró-atividade, na minha opinião, é um adendo do profissionalismo. Para que você possa ser um bom profissional você não precisa ser pró-ativo, mas, é importante exercitar este aspecto da sua personalidade. Às vezes a empresa que lhe contrata precisa de uma resposta mais rápida, de alguma solução espontânea, onde pessoas questionadas não conseguiram prover as respostas certas. Assim, se você possui uma ideia para um determinado assunto, não tenha medo, ofereça a sua opinião, mesmo que ninguém tenha lhe questionado sobre o assunto.

Pró-atividade está muito ligada à personalidade, não fique chateado se você não consegue ser pró-ativo, não tem problema! Você com certeza pode ser um profissional utilizando-se de outros artifícios. Cada perfil tem um encaixe perfeito dentro de uma empresa!

Se você falhar em organizar a sua agenda, se atolar de atividades e responsabilidades que não consegue cumprir, você estará falhando no quesito

Segurança

Você precisa estar seguro de si para ser um bom profissional! Isso quer dizer que, você durante a sua carreira tomará várias e várias decisões, dará a sua opinião, espalhará argumentos, etc. Em todas estas situações, você precisa estar seguro do que diz, precisa estar seguro do que você está oferecendo (ideias, opiniões, etc). Estar seguro é falar com propriedade e não dizer “lorotas”, saber do que está falando, ter um embasamento mínimo para falar de algum assunto, sem especulações.

Se você não se sente seguro sobre algum assunto, corra atrás do conhecimento necessário, invista no seu maior ativo (sua inteligência).

Tempo e prioridades

O seu tempo é limitado, assim como de qualquer pessoa. Se você diz “sim” para qualquer atividade que lhe propuseram, você pode acabar se enrolando e acabará não entregando tudo dentro do prazo. Você perde seu profissionalismo quando você conscientemente sabe que não há tempo suficiente para fazer tudo o que você está prometendo fazer e mesmo assim aceita! É realmente muito ruim fazer isso.

Você, como um bom profissional, precisa priorizar corretamente suas tarefas e responsabilidades. Você precisa saber quando é o momento de dizer “não” e também precisa saber o momento de parar, reorganizar a sua agenda, e encaixar algum assunto mais urgente que possa ter aparecido, sempre notificando aos que esperam que suas atividades foram atrasadas por uma urgência.

Se você falhar em organizar a sua agenda, e se você se atolar em responsabilidades e atividades de forma que não consegue cumprir o prometido, e fazer disso uma rotina, você estará falhando nos quesitos confiança e comprometimento, o que tornará você um indivíduo dispensável, que não tem responsabilidade, que não cumpre o que promete, e isto é muito, muito ruim para sua imagem!

Conclusão

Profissionalismo é algo bem amplo, difícil de abstrair para um só artigo, quem sabe no futuro eu escreva mais sobre isso. Em resumo, ser profissional é isso: Um indivíduo que colabora ativamente e é uma pessoa de alta confiança com o qual a empresa pode contar, principalmente nos momentos de crise!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.